Destilador D2

Foi desenvolvido um destilador de óleos essenciais robusto, totalmente automatizado, com boa exatidão, precisão e praticidade na carga e descarga, para ser utilizado em laboratórios de indústrias, pesquisadores, profissionais de aromaterapia, farmacêuticos, chefes de cozinha e interessados em obtenção de aromas para vendas no varejo.

O aparelho utiliza energia elétrica para sua operação, podendo ser adaptado a um queimador de gás para operação à campo. Buscou-se em todas as fases do projeto, soluções para as dificuldades nos aparelhos de vidro. A figura ao lado mostra o aparelho pronto para operação.

Vantagens comparativas em relação aos equipamentos tradicionais
Com exceção do visor, de vidro resistente a fortes impactos, todo o aparelho é confeccionado em aço inoxidável 304, com juntas e conexões de aço inoxidável 316 nas partes em contato com o óleo essencial, incluindo a resistência elétrica geradora de vapor controlada eletronicamente. O uso desses materiais proporciona grande resistência e durabilidade do equipamento, além de baixo índice de contaminação no óleo.
O condensador inclinado do tipo monotubular foi projetado para eliminar fluxos laminares, e montado com aço inoxidável de grande condutividade térmica. Essas características permitem a operação do equipamento com até 10L/h de água de resfriamento. Além da economia, esse baixo consumo possibilita a utilização de um pequeno reservatório elevado para fornecimento de água no campo, quando operado a gás.
O fundo móvel da dorna pode ser substituído por acessório que possibilita a extração de materiais líquidos ou pastosos. A tabela 1 compara extrações dos mesmos materiais vegetais utilizando-se o equipamento e um aparato de Clevenger tradicional. A maior eficiência obtida pelo equipamento se deve tanto pela maior geração, quanto pelo melhor contato de vapor com os tecidos, permitidos pela arquitetura do equipamento.

 

Operação

O material a ser destilado é depositado numa dorna de 2,6L, montada com um fundo móvel perfurado para facilitar a descarga. A dorna é retirada completamente do corpo do equipamento, permitindo uma maior velocidade de operação e a utilização de duas dornas, de modo a continuar a destilação de uma delas enquanto se carrega, tara e prepara a outra.
Na destilação a dorna é alojada sobre uma flange especial na parte superior do corpo do aparelho, sendo vedada com abraçadeira contra escape que permite a vedação dos vapores ao mesmo tempo em que os direciona ao condensador.
O condensado passa por um sifão com um visor, onde o óleo essencial é separado. A água decantada retorna ao corpo do aparelho, completando o ciclo. O óleo extraído é quantificado pela leitura do nível, podendo ser retirado ou pela válvula de esfera de três vias, ou por sucção pela válvula de alivio.
Quando operado com energia elétrica um sistema de segurança condiciona o funcionamento da resistência ao nível adequado de água, repondo automaticamente os escapes de vapor operacional ou acidental.

 

 



 

Voltagem: 220v

Peso do equipamento: 15kg

 

Rendimento (%) de destilações comparativas entre o mini destilador Linax e o tradicional aparelho Clevenger (IAC Centro de Horticultura, plantas aromáticas e medicinais):

Species

Ginger (Zengiber officinalis)

Patchuli (Pogostemon patchouly)

Camphor Tree (Cinnamomum camphora)

Wild-Sage (Cordia verbenácea)

Clevenger

0,09%

1,20%

0,82%

0,0040%

Linax

0,10%

1,25%

1,13%

0,0047%

 

Para obter mais informações sobre nossos produtos e vendas, entre em contato conosco.